Tamanho do texto

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) iniciou os negócios desta quarta-feira em alta, mas não se sustentou em patamares positivos e fechou em baixa de 0,31%. O Ibovespa fechou em 69.723 pontos. O volume financeiro somou R$ 5,4 bilhões.

Com os mercados externos operando no azul e uma agenda leve, sem indicadores significativos no Brasil, analistas consultados pelo iG acreditam que o mercado apostou, na reta final dos negócios com ações, em uma alta da taxa básica de juros (Selic) na reunião de hoje do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central.


Até essa quarta-feira os analistas estavam divididos - uma parte esperava manutenção da Selic em 8,75% ao ano e outra projetava alta do juro. As apostas para o tamanho do aperto têm ampla maioria, em 0,50 pontos percentuais. A possibilidade de aumento dos juros deixa a renda fixa mais atrativa, o que provoca vendas no mercado acionário.

EUA

As principais bolsas dos Estados Unidos fecharam em alta. O Dow Jones subiu 0,45% e o Nasdaq teve alta de 0,47%, com os investidores ainda comemorando a indicação de ontem, do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), de manutenção da política monetária frouxa.

Hoje, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês), que caiu 0,6% em fevereiro em relação a janeiro, também contribuiu para o movimento.

Europa

As bolsas europeias fecharam em alta nesta quarta-feira, com os investidores comprando ações das empresas de commodities e bancos, na sequência de decisões de bancos centrais de manutenção das taxas de juro. O índice Stoxx 600 atingiu a sua nova máxima de 2010.

Bolsas asiáticas

Os mercados asiáticos fecharam a quarta-feira com fortes ganhos. A maioria das bolsas da região seguiu a alta em Wall Street, reagindo com entusiasmo à decisão do Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos EUA) de manter inalterada a taxa de juros.

Dólar


Após dois dias de alta, o dólar voltou a encerrar o pregão desta quarta-feira em território negativo. A moeda norte-americana fechou cotada a R$ 1,766 para venda, em desvalorização de 0,11% frente ao real. Ontem, o dólar havia subido 0,23%, a R$ 1,768.

(*Com informações da Agência Estado e Valor Online)

Leia mais sobre: mercados

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.