Tamanho do texto

BRASILIA - Um dos motivos para o fluxo cambial negativo é o fato de os exportadores estarem deixando maior volume de dólares no exterior. Foi o que indicou hoje o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes.

Dados do BC apontam que em julho até o dia 22, o fluxo cambial nas instituições financeiras era negativo em US$ 2,930 bilhões. Destacando que os números não são totalmente "puros" por dificuldades de apuração, Lopes aponta que subiu para US$ 17,056 bilhões no acumulado de janeiro a junho, ante US$ 13,175 bilhões em período igual de 2009, os investimentos brasileiros no exterior de curto prazo, que o BC classifica com "outros". Embora contenha operações como pagamentos antecipados de exportação, a maior parcela dessa rubrica abriga receitas de exportadores que não foram internalizadas. Desde 2008, eles podem deixar até 100% do apurado em exportações, no exterior. (Azelma Rodrigues | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.