Parceria entre Oi, Cielo e Banco do Brasil pretende impulsionar os pagamentos móveis no Brasil

A parceria anunciada nesta quarta-feira entre a operadora de telefonia Oi, a credenciadora de cartões Cielo e o Banco do Brasil tem o objetivo de impulsionar os pagamentos móveis, que são feitos via telefone celular.

A tecnologia para o pagamento móvel funciona de duas maneiras. A primeira é de celular para celular. Pra que a transação seja realizada, o comprador e o vendedor (ou prestador de serviço) devem possuir o telefone com um chip Oi contendo o novo sistema de pagamentos.

Essa opção é ideal para profissionais de que precisam de mobilidade e não possuem meios de captura, como vendedores de porta-a-porta, taxistas, segundo Eduardo Chedid, vice-presidente de Soluções e Negócios da Cielo. Neste caso, quem recebe o pagamento não precisa arcar com o custo do terminal (maquininha).

Pagamento celular-celular é ideal para profissionais de que precisam de mobilidade, diz Eduardo Chedid, da Cielo
Divulgação
Pagamento celular-celular é ideal para profissionais de que precisam de mobilidade, diz Eduardo Chedid, da Cielo
Nesta modalidade, o pagamento é feito por mensagem de celular. O vendedor registra a transação no software. Em seguida, o consumidor recebe uma mensagem de texto em que ele consegue visualizar o nome do estabelecimento, o número de seu celular, o valor da operação e a forma de pagamento, que poderá ser parcelado. Para autorizar a transação, o cliente deve digitar uma senha.

A segunda forma de pagamento móvel é do celular para o terminal. Neste caso, o vendedor digita os dados da venda e o número do celular. O cliente vai receber uma mensagem e precisa responder com a sua senha.

Nos dois casos, os pagamentos também podem ser feitos à distância, desde que o estabelecimento e o consumidor autorizem a transação.

Para viabilizar as transações, durante os próximos seis meses a Paggo Soluções, joint-venture criada entre a Oi e a Cielo, vai desenvolver as tecnologias para a integração de cada uma das partes envolvidas no sistema operacional. Os celulares da Oi, por exemplo, são transformados em pontos de venda. Já a Cielo irá habilitar seus terminais para aceitar a captura de pagamentos via celular. Para isso, não será preciso trocar os terminais, segundo Chedid. "Será tudo feito automaticamente, com a transmissão de dados”, afirma.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.