Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Economia mundial preocupa e bolsas da Europa caem

SÃO PAULO - As bolsas europeias operam em queda nesta quarta-feira, com o mercado temeroso em relação à economia global. A sinalização do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) de que poderá lançar novas medidas para incentivar a economia do país deu continuidade às dúvidas dos investidores quanto à força da recuperação mundial.

Valor Online |

SÃO PAULO - As bolsas europeias operam em queda nesta quarta-feira, com o mercado temeroso em relação à economia global. A sinalização do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) de que poderá lançar novas medidas para incentivar a economia do país deu continuidade às dúvidas dos investidores quanto à força da recuperação mundial. Na bolsa de Londres, o FTSE 100 registrava, há pouco, queda de 0,55%, aos 5.545,41 pontos, enquanto o CAC 40, da bolsa de Paris, tinha 1,17% de desvalorização, aos 3.740,06 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX caía 0,97%, aos 6.215,12 pontos e o FTSE MIB recuava 1,43%, para 20.443,23 pontos. Em Madri, o Ibex 35 apresentava queda robusta, de 2,14%, marcando 10.532,40 pontos. Os dados referentes à indústria da Europa, divulgados nesta manhã pela agência de estatísticas Eurostat, alimentaram ainda mais o sentimento de insegurança do mercado. As novas encomendas à indústria da região, que vinham crescendo, registram queda em julho. Na zona do euro, o recuo foi de 2,4%, enquanto na União Européia a contração foi de 2,3%. Diante do cenário de incertezas, as ações do setor bancário reagem com fortes quedas. Na bolsa de Londres, os papéis do Royal Bank of Scotland caem 1,73%, seguidos pela queda de 1,39% nas ações do HSBC e de 1,33% nas do Lloyds. Os papéis do Barclays recuam 1,26%. Em Madri, as ações do Santander, importante credor do governo espanhol, despencam 3,6%. Já em Milão, os papéis do Unicredit têm desvalorização de 2,95%. Nesta manhã, a agência de classificação de risco Moody´s alterou de negativa para estável sua perspectiva para o sistema bancário francês. Na bolsa de Paris, as ações do BNP Paribas sobem 0,73%. (Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG