SÃO PAULO - O mercado de câmbio segue apresentando forte instabilidade nesta quinta-feira. Depois de uma breve tentativa de alta, a moeda americana volta oscilar com leve baixa, mas ainda acima da linha de R$ 1,80.

SÃO PAULO - O mercado de câmbio segue apresentando forte instabilidade nesta quinta-feira. Depois de uma breve tentativa de alta, a moeda americana volta oscilar com leve baixa, mas ainda acima da linha de R$ 1,80. Por volta das 13 horas, o dólar comercial caía 0,05%, a R$ 1,801 na compra e R$ 1,803 na venda. Na mínima, a moeda saiu a R$ 1,796. No mercado futuro, o dólar com vencimento em agosto, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), recuava 0,19%, a R$ 1,813 na venda. No câmbio externo, as atenções estão voltadas para o preço do euro. A moeda comum sobe firme ante o dólar e retoma a linha de US$ 1,24, algo que não acontecia desde meados de maio. Segundo a empresa de análises 4Cast, esse aumento na demanda por euro tem relação direta com a piora na percepção dos agentes com a economia americana. Os últimos indicadores mostram que o movimento de recuperação perde força. Hoje, por exemplo, o Instituto de Gerente de Compras (ISM, na sigla em inglês), mostrou que a atividade industrial perdeu força em junho. O índice cedeu de 59,7 em maio, 56,2 em junho, abaixo do previsto. Ainda foi divulgado que mais americanos foram em busca de seguro desemprego na semana passada. Nas bolsas, a direção é definida e é de baixa. Por aqui, o Ibovespa perdia 0,85%, enquanto o Dow Jones devolvia 1,11%. Perda acentuada, também, entre as commodities. O barril de WTI caía mais de 3%, abaixo dos US$ 73,00. (Eduardo Campos | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.