Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Dólar sobe em dia de ajuste, mas segue abaixo de R$ 1,70

SÃO PAULO - A formação da taxa de câmbio no mercado à vista deve ser encarada como um ajuste técnico. Conforme lembrou o gerente da mesa financeira da Hencorp Commcor Corretora, Rodrigo Nassar, os negócios como dólar comercial encerram por volta das 16 horas, mas as transações prosseguem no mercado futuro até as 18 horas.

Valor Online |

Em função desse descasamento de horário, os preços à vista precisavam se ajustar aos valores futuros, já que na sexta-feira o dólar para novembro encerrou o dia valendo R$ 1,70, enquanto o dólar à vista ficou em R$ 1,681. No encerramento dos negócios, o dólar comercial apresenta alta de 0,65%, a R$ 1,692 na venda. Na máxima a moeda foi a R$ 1,695. Chama atenção o baixo volume estimado para o mercado interbancário, apenas US$ 1 bilhão. Já na roda de "pronto", da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) o dólar ganhou 0,77%, a R$ 1,6917. O volume caiu de US$ 112,75 milhões para US$ 81,75 milhões. No mercado futuro, o dólar com vencimento novembro, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), subia 0,05%, a R$ 1,701, antes do ajuste final de posições. Nassar lembra que o dólar futuro começou o dia em baixa e chegou a fazer mínima a R$ 1,691, queda de 0,53%. Na avaliação do especialista, essa venda teve relação com a confirmação do segundo turno nas eleições presidenciais. A ideia é que nenhuma medida relevante para conter a apreciação do real possa ser tomada durante o segundo turno. No entanto, disse o especialista, os contratos futuros de dólar passaram a ganhar valor conforme piorou o humor externo. As bolsas americanas registram acentuada baixa e o euro perdeu espaço para o dólar, voltando a ser negociado abaixo de US$ 1,37. Captando esse ambiente mais avesso ao risco, o VIX, que mede a volatilidade das ações no mercado americano e é visto como um indicador do medo do mercado, saltava 6%, para a linha dos 23,8 pontos. Já o Dollar Index, que mede o comportamento do dólar com relação a uma cesta de moedas, subia 0,4%, para 78,4 pontos. (Eduardo Campos | Valor)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG