SÃO PAULO - Os vendedores seguem pautando os negócios no mercado de câmbio, mas a linha de R$ 1,75 continua respeitada. Tal preço representa um importante piso técnico e psicológico.

SÃO PAULO - Os vendedores seguem pautando os negócios no mercado de câmbio, mas a linha de R$ 1,75 continua respeitada. Tal preço representa um importante piso técnico e psicológico. Por volta das 14h20, o dólar comercial apresentava queda de 0,62%, a R$ 1,752 na compra e R$ 1,754 na venda. No mercado futuro, o dólar com vencimento em agosto, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), apresentava baixa de 0,42%, a R$ 1,759. No câmbio externo, o euro ganha mais fôlego ante o dólar e volta a ser negociado acima de US$ 1,27. A demanda pela moeda comum europeia acontece apesar do rebaixamento de rating de Portugal pela Moody ' s. Ao que parece, os agentes parecem mais animados com a capacidade de financiamento da Grécia, que levantou, sem dificuldade, 1,62 bilhão de euros com emissão de títulos de curto prazo. Entre as bolsas, destaque para o mercado americano, onde os compradores ganham respaldo em bons resultados trimestrais. Há pouco, o Dow Jones subia 1,33%, enquanto o S & P 500 se valorizava 1,29%. Por aqui, o movimento é mais tímido, com o Ibovespa ganhando 0,40%. (Eduardo Campos | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.