SÃO PAULO - O dólar comercial encerrou os negócios desta sexta-feira em desvalorização frente ao real. A moeda norte-americana terminou a semana negociada a R$ 1,805 para venda, em queda de 0,93%. No acumulado da semana, o dólar caiu 3,11%.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registra queda nesta sexta-feira, refletindo temores de que a retomada do crescimento econômico seja enfraquecida, após o Federal Reserve (Fed), o banco central dos EUA, ter elevado a taxa de juros cobrada a bancos na última quinta-feira. Às 16h30, o Ibovespa, principal índice da Bolsa, registrava desvalorização de 0,19%, a 67.719 pontos.

O Fed aumentou em 0,25 ponto percentual, para 0,75 a taxa de redesconto da economia norte-americana. O mercado interpretou este gesto como um sinal de que aquela instituição está retirando aos poucos os incentivos à economia e que isto pode retardar ainda mais a retomada do crescimento econômico, dizem em nota os analistas da Gradual Investimentos.

Bolsas internacionais

O dia foi de perdas na Ásia. A bolsa de Tóquio caiu 2,1% nesta sexta-feira, enquanto ações vinculadas a commodities como as da Mitsui recuaram em reação à decisão do Fed.

As bolsas de Xangai e Taiwan não operaram por feriado. Seul caiu 1,68%, enquanto Hong Kong despencou 2,59%. Cingapura recuou 0,44% e Sydney se desvalorizou em 0,43%.

Na Europa, a decisão do Fed afetou papéis de instituições financeiras. Por volta de 10h30, as principais bolsas registravam perdas. O FTSE-100, de Londres, cedia 0,18% aos 5.315 pontos. Já o CAC-40, de Paris, declinava 0,33%, para 3.735 pontos. Em Frankfurt, o DAX tinha decréscimo de 0,21% aos 5.668 pontos. UBS perdia cerca de 1% e o Deutsche Bank, 0,8%.

(*Com Reuters e Valor Online)

Leia mais sobre:
mercados

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.