O dólar não sustentou a trajetória de alta no início do pregão e encerrou os negócios desta quinta-feira em queda. A moeda norte-americana recuou 0,55% e terminou cotada a R$ 1,822 para venda, em desvalorização frente ao real pelo segundo dia consecutivo.



No mercado acionário, a Bolsa de Valores de São Paulo tem um dia de instabilidade. Por volta das 16h22, o Ibovespa tinha leve queda de 0,06%, aos 67.246 pontos. Na quarta, o Ibovespa subiu 2,17%, cotado em 67.284 pontos. A valorização faz com que o índice retorne ao nível mais alto desde 20 de janeiro.

Com o desempenho da véspera, a Bovespa passou a acumular em fevereiro valorização de 2,88%, mas no ano de 2010 apresenta queda de 1,90%, que pode ser explicada pela saída expressiva de capital externo no período, de R$ 2,278 bilhões. Portanto, o fluxo de capital estrangeiro é uma variável chave para o desempenho futuro da Bovespa. A dúvida dos operadores é se esse dinheiro que tem saído da Bolsa vai voltar ou se o mercado brasileiro de ações continuará perdendo capital.

Exterior

No exterior, as preocupações com a Grécia são amenizadas pela percepção de que a União Europeia vai ajudar os países da região com problemas fiscais. "Até porque a União Europeia não tem alternativa: é ajudar ou ajudar" diz o Décio Pecequilho, da Tov Corretora. A União Europeia quer que a Grécia imponha ao menos 2 bilhões de euros (US$ 2,7 bilhões) de corte nos gastos e aumento de impostos para diminuir seu déficit orçamentário, segundo fontes próximas ao governo grego.

No entanto, um retrato mais claro do mercado financeiro hoje só será possível a partir das 11h30, quando saem os números de novos pedidos de auxílio-desemprego e a inflação ao produtor (PPI) de janeiro nos Estados Unidos. No início da tarde, serão conhecidos outros dois indicadores: índice de atividade de fevereiro do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) de Filadélfia e os dados antecedentes, de janeiro, além do relatório semanal de estoques de petróleo bruto e derivados. 

Bolsas asiáticas

A maioria dos mercados asiáticos fechou no campo negativo nesta quinta-feira. A realização de lucros por parte dos investidores teve mais influência do que os dados favoráveis anunciados nos Estados Unidos e a alta das bolsas de Nova York.

Não houve negociações na China e em Taiwan por causa do feriado do ano novo lunar.

Na Bolsa de Hong Kong, após uma alta acumulada de 5% nas sessões anteriores, o índice Hang Seng caiu 111,86 pontos, ou 0,5%, e terminou aos 20.422,15 pontos.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi da Bolsa de Seul perdeu 0,4% e fechou aos 1.621,19 pontos.

(*Com informações da Agência Estado)

Leia mais sobre: mercados

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.