Rumores no mercado financeiro acerca de possíveis irregularidades e relatórios de bancos derrubaram os papéis nesta semana

A candidata do governo à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT), fez um alerta nesta sexta-feira contra especulações envolvendo a Petrobras, frisando que não responde mais pela estatal.

Dilma ocupava a presidência do Conselho de Administração da Petrobras quando ministra-chefe da Casa Civil, cargo que deixou para disputar as eleições presidenciais.

"Tem que tomar muito cuidado com isso, porque isso se chama especulação contra a maior empresa do Brasil", afirmou Dilma a jornalistas durante entrevista coletiva.

Rumores no mercado financeiro acerca de possíveis irregularidades na Petrobras e  reduzindo a recomendação para as ações da empresa derrubaram os papéis da companhia nesta semana. As ações preferenciais e ordinárias da empresa acumularam perda superior a 5 por cento desde o fechamento da Bovespa no último dia 1o.

Nesta sexta-feira, o jornal O Globo trouxe reportagem sobre um diretor da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), ligada ao Ministério de Minas e Energia, que tem uma companhia de eventos com a Petrobras entre os clientes.

"Ter empresa e participar do governo não é crime", disse Dilma, classificando a reportagem como de "constatação" e não de acusação.

"Quero saber se questionamos empresários que foram ministros de governo por terem empresas... Todos os governos, que eu saiba, tiveram empresários", acrescentou a candidata do PT, que disputa o segundo turno com José Serra (PSDB).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.