Indicação de que as taxas de juros nos EUA permanecerão baixas impulsiona os pregões na região

selo

Os principais mercados da Ásia tiveram resultados positivos alavancados pela indicação do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de que as taxas de juros permanecerão baixas por algum tempo e de que adotará novas medidas de estímulo à economia. Não houve negociações na China, em Taiwan e na Coreia do Sul por ser feriado.

Em Hong Kong, a Bolsa teve ligeira alta liderada novamente pelo setor imobiliário. O índice Hang Seng subiu 45,12 pontos, ou 0,2%, e terminou aos 22.047,71 pontos. O índice subiu em dez das últimas 11 sessões, com ganho acumulado no período de 4,6%.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney oscilou numa faixa estreita e acabou tendo leve alta, de 0,2%, fechando aos 4.625,2 pontos.

Nas Filipinas, realizações de lucros fizeram o índice PSE da Bolsa de Manila recuar 0,8%, aos 4.054,18 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou estável, devido a realizações de lucros de recentes ganhos e analistas disseram que o mercado deve entrar em fase de consolidação uma vez que os participantes procuram por novos estímulos em que o apetite por riscos vai funcionar. O índice Straits Times caiu 0,03% e fechou aos 3.096,10 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, cedeu 0,6% e fechou aos 3.343,34 pontos, em volume moderado, uma vez que os fundos locais continuaram a realizar lucros em blue chips.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, subiu 0,8% e fechou aos 945,00 pontos, com o retorno dos fluxos de fundos estrangeiros; papeis de energia e de bancos estiveram entre os principais ganhos. A não imposição de medidas para conter o câmbio, por parte do Banco da Tailândia, também trouxe conforto ao mercado, depois de especulações de possível ação nas semanas recentes.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, teve baixa de 0,1% e fechou aos 1.474,75 pontos, com o mercado operando em uma banda estreita, oscilando entre os territórios positivo e o negativo. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.