Tamanho do texto

Negociação foi proporcionada pela abertura do mercado de cartões de crédito, em vigor desde o dia 1º de julho

A Cielo, uma das adquirentes no mercado de cartão de crédito, passará a capturar transações dos cartões Sorocred a partir de outubro deste ano. O acordo entre as empresas prevê inicialmente a captura das transações realizadas nos 150 mil estabelecimentos afiliados à marca regional Sorocred. Num segundo momento, os cerca de 3,5 milhões de usuários de cartões da marca também poderão utilizar a rede Cielo para compras – os mais de 1,7 milhão de estabelecimentos passarão a aceitar cartões Sorocred. As informações foram divulgadas pela Cielo, por meio de comunicado.

O acordo entre as duas empresas é reflexo das mudanças no setor de cartões em vigor desde o dia 1º de julho. Forçado por um estudo elaborado pelo Banco Central, em parceria com a Secretaria de Direito Econômico (SDE, do Ministério da Justiça) e com a Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae, do Ministério da Fazenda), divulgado no ano passado, o setor decidiu acabar com a exclusividade entre marcas e bandeiras.

Com isso, todas as maquininhas POS (do inglês ponto of sale) passaram a aceitar qualquer cartão. Isso vale para crédito, débito e também para cartões de benefícios, mas é necessário que o software do equipamento seja modificado. Na prática, a nova regra levará algum tempo para se tornar prática. O marco das mudanças foi o fim da exclusividade entre a bandeira Visa e a credenciadora Cielo.

Nesse mercado, os adquirentes são as operadoras de cartões, as empresas que instalam as máquinas POS no varejo e cuidam da gestão das contas. As bandeiras internacionais Visa e Mastercard são as responsável pelo credenciamento dos estabelecimentos no mundo. No Brasil, o mercado de adquirentes até poucos meses era dominado por Cielo e Redecard. Em março, ganharam um concorrente, com a entrada do banco Santander no segmento, numa parceria com a GetNet.

“Depois de 15 anos de trabalho bem sucedido com a Visa, estamos levando nossa ‘expertise’ às maiores bandeiras do mundo, Mastercard e American Express, além de importantes bandeiras regionais, como Aura e Sorocred, que agora podem contar com toda a credibilidade, segurança e capilaridade da rede Cielo”, diz Rômulo de Mello Dias, presidente da Cielo, no comunicado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.