Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Chileno Corpbanca confirma negociações "informais" com BB

O Banco do Brasil pode entrar no negócio como acionista minoritário, com menos de 10% de participação

EFE |

O controlador indireto do banco chileno Corpbanca confirmou nesta quarta-feira a existência de conversas "informais e preliminares" para a entrada do Banco do Brasil (BB) em sua propriedade. "O CorpGroup Interhold SA, em sua qualidade de controlador indireto, manteve conversas informais e preliminares com representantes do BB em relação a uma eventual incorporação, por meio de um aumento de capital desse banco na propriedade acionária do Corpbanca", destaca um comunicado enviado à Superintendência de Valores e Seguros (SVS).

A sociedade, vinculada à família Saieh, ressaltou que se essa aliança se concretizar, o Banco do Brasil entraria como acionista minoritário "com não mais de 10%" e que ainda não existe nenhum acordo entre as partes ou documento assinado.

O Corpbanca é o quinto maior banco do Chile, segundo o volume de créditos, enquanto o Banco do Brasil é a maior entidade financeira da América Latina por seu volume de ativos. Os rumores sobre a negociação levaram na terça-feira a uma alta de 3,96% das ações do Corpbanca na Bolsa de Santiago, para 7,63 pesos por unidade.

No total, foram negociados 4,236 bilhões de pesos (cerca de US$ 8,64 milhões) em títulos do grupo. Hoje as ações também abriram em alta, de 1,5%, mas por volta das 13h (horário de Brasília), após as declarações de que se tratam de conversas "informais e preliminares", os papéis caíam 1,95%, para 7,49 pesos.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG