Banco quer ampliar escala na área de serviços, segmento que oferece mais oportunidades

O presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Lázaro de Mello Brandão, afirmou hoje que a série de parcerias realizadas pelo banco nos últimos meses tem como objetivo ampliar a escala na área de serviços, segmento que ainda pode oferecer novas oportunidades.

"Ainda há, certamente, espaço para novas parcerias na área de serviços", afirmou o executivo. Segundo ele, as parcerias em serviços, comuns em outros mercados, são estratégicas, mas estavam atrasadas no Brasil.

"Vale lembrar que as parcerias não atrapalham os negócios originais do banco", completou o diretor-presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, se referindo aos acordos envolvendo empresas como a Odontoprev e o Banco do Brasil.

A exceção a essa estratégia, segundo Lázaro Brandão, foi a parceria firmada com o Banco do Brasil e o Banco Espírito Santo (BES) para atuação no continente africano. Ele disse que a união está sendo avaliada e representa uma oportunidade para o banco examinar o ambiente de negócios nos países da África. "Ainda estamos verificando se vale a presença do Bradesco no continente [africano]", afirmou.

Trabuco afirmou que a estratégia de internacionalização do banco tem quatro pilares, que incluem o suporte ao comércio exterior, redes de distribuição, aproveitamento de liquidez do mercado internacional e o foco em private banking. O banco está presente atualmente na Argentina, Estados Unidos, Inglaterra, Luxemburgo e Japão.

Para Trabuco, essa presença já é suficiente. Brandão acrescentou que o Bradesco não pretende competir com bancos locais nesses mercados. Quando questionado sobre a recente saída de dois executivos do Bradesco - Márcio Cypriano, do conselho, e José Luiz Accar Pedro, da vice-presidência - Brandão fez questão de enfatizar que o movimento foi uma decisão pessoal de ambos os executivos e afirmou que ainda não há uma definição sobre os novos nomes para os cargos e nem prazo para realizar as escolhas. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.