Bolsas asiáticas também tiveram dia de ganhos; dólar cai

Atualizada às 11h43

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) mantém a trajetória de alta observada nos quatro últimos pregões e opera em alta nesta quinta-feira, acompanhando o bom desempenho das praças internacionais. Por volta das 11h40, o índice Ibovespa – a principal referência da bolsa paulista – subia 1,34%, aos 71.311 pontos.

Ontem, o índice subiu 0,59% e atingiu 70.371 pontos, na maior pontuação desde 13 de janeiro (70.385 pontos). O volume financeiro negociado somou R$ 6,479 bilhões. Em março, o Ibovespa acumulou ganhos de 5,82%, na maior variação positiva mensal desde novembro de 2009 (8,93%). No primeiro trimestre, o índice subiu 2,6%.

Hoje, o mercado brasileiro aguarda a definição sobre o futuro de Henrique Meirelles. O atual presidente do Banco Central pode deixar o cargo ainda hoje para iniciar campanha política, tendo em vista as eleições deste ano.

Mercados

No mercado cambial, o dólar opera em queda nesta quinta-feira. A moeda norte-americana recuava 0,79%, por volta das 11h41, e era negociada a R$ 1,767 para venda. Ontem, o dólar fechou cotado a R$ 1,781, em baixa de 0,78%.

Na Ásia, as principais bolsas registraram ganhos nesta jornada. O índice Nikkei 225, de Tóquio, subiu 1,39%, para 11.244 pontos. O Shanghai Composite, de Xangai, ganhou 1,23%, aos 3.147 pontos. O Hang Seng, de Hong Kong, registrou alta de 1,40%, aos 21.537 pontos. O Kospi, de Seul, teve valorização de 1,55%, somando 1.719 pontos.

Empresas

No cenário corporativo brasileiro, a Vale informou ontem que vendeu uma participação de 60% no capital total do projeto Bayóvar, de exploração de rocha fosfática no Peru, para a Mosaic e para a Mitsui.

A Mosaic pagará US$ 385 milhões por uma fatia de 35% no empreendimento, enquanto a Mitsui desembolsará US$ 275 milhões por 25% do capital total do projeto. Após as vendas, a Vale ainda manterá o controle do projeto Bayóvar, com 51% do capital votante e 40% do capital total do empreendimento.

A Vale Inco, subsidiária canadense de níquel da Vale, também revelou ter fechado acordo trabalhista com os trabalhadores do United SteelWorkers (USW) Local 2020-005, que reúne 300 empregados administrativos e técnicos da área de operações de Sudbury. Esse pode ter sido o primeiro passo para uma negociação da mineradora com os 3 mil mineiros vinculados ao sindicato da unidade USW Local 6500, que estão em greve há nove meses, junto com dois sindicatos locais em Voisseys Bay e Port Colborne, apurou o Valor.

Ao fim da temporada de balanços, a Marfrig Alimentos ainda presentou lucro líquido de R$ 111,7 milhões no quarto trimestre de 2009. A receita líquida cresceu 6,8%, para R$ 2,558 bilhões. No acumulado de 2009, o lucro líquido chegou a R$ 679,1 milhões.

(Com Valor Online)

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.