Apenas sete de 91 bancos foram reprovados; dólar opera estável

selo

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu o dia em leve alta e, pouco depois da abertura, passou a cair, com os investidores esperando os testes de estresse dos bancos europeus. Após a divulgação dos resultados, o Ibovespa passou a se firmar em terreno positivo. Às 14h45, o Ibovespa, índice de referência da Bolsa, subia 0,62%, para 66.157 pontos. Ontem, o índice fechou em alta de 1,97%, aos 65.748 pontos.

S ete dos 91 bancos pesquisados foram reprovados nos testes conduzidos pelos órgãos reguladores. Isso significa que essas instituições não poderiam sobreviver a uma queda do crescimento econômico ou a uma forte deterioração do valor dos títulos de governos europeus.

Entre os reprovados, estão o banco de crédito hipotecário alemão Hypo Real Estate Holding e o grego ATEBank. Os quatro bancos britânicos que participaram dos testes foram aprovados.

Nos Estados Unidos, os principais índices também tinham ganhos após os resultados dos bancos europeus.

Antes da divulgação, o clima era de tensão em todos os mercados globais. Alguns dados econômicos favoreciam as principais praças europeias. Entre eles, a confiança do empresariado na Alemanha, que teve em julho o maior avanço mensal desde a reunificação do Estado, em 1990, e situou-se no maior nível desde 2007, a 106,2 pontos. Já o Reino Unido registrou crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) pelo terceiro trimestre seguido, no maior ritmo para um período de três meses desde 2006. Entre abril e junho deste ano, a economia britânica cresceu 1,1%, ante o trimestre anterior.

Dólar

No mercado cambial, o dólar opera próximo à estabilidade, em alta de 0,08%, cotado a R$ 1,76 na venda.

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.