SÃO PAULO - As bolsas europeias voltaram a marcar baixas nesta quarta-feira. Os investidores da região digeriram a decisão de ontem à tarde do Fed e voltaram a mostrar alguma preocupação com o ritmo de recuperação da economia.

Embora não tenha trazido surpresas, o comunicado do banco central americano revelou preocupação com uma possível deflação no país. Em Londres, o FTSE 100 perdeu 0,44%, para 5.552 pontos; em Paris, o CAC-40 perdeu 1,30%, para 3.735 pontos; e em Frankfurt, o DAX terminou aos 6.208 pontos, com recuo de 1,08%. O dia marcou mais uma rodada de venda de títulos soberanos. Depois de Espanha, Irlanda e Grécia, hoje foi a ver de Portugal levantar 750 milhões de euros. Apesar da boa demanda, o custo do empréstimo foi alto, sugerindo que ainda existem preocupações com a situação financeira do país. Foram vendidos 300 milhões de euros em títulos com vencimento em junho de 2020, com taxa de retorno de 6,242%, acima dos 5,973% pagos em leilão de dívida de maturidade comparável realizado duas semanas atrás. Também foram colocados 450 milhões de euros em títulos de quatro anos, sendo que a taxa de retorno de 4,695% acabou superior aos 3,621% pagos em leilão ocorrido em julho. Entre os indicadores do dia, as novas encomendas à indústria recuaram 2,4% na zona do euro em julho, invertendo a direção registrada um mês antes, de alta de 2,4%. Na União Europeia, o indicador caiu 2,3% no sétimo mês deste ano, também implicando uma mudança de rumo ante junho, quando houve incremento de 2,5%. A confiança do consumidor da zona do euro mostrou leve melhora em setembro, com o indicador passando de -11,4 pontos em agosto para -11,2 pontos neste mês. Já o índice de confiança do consumidor da União Europeia apresenta piora, recuando de -11,2 pontos em agosto para -11,8 pontos em setembro. Nos Estados Unidos, os preços das casas tiveram baixa de 0,5% em julho, em relação ao mês anterior. A queda de 0,3% dos preços em junho foi revisada para um recuo ainda maior, de 1,2%. Já as solicitações de empréstimos imobiliários no mercado americano recuaram 1,4% na semana encerrada em 14 de setembro, com ajuste sazonal. Na semana anterior houve queda de 8,9%. (Téo Takar | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.