Tamanho do texto

Depois de fechar em seu nível mais elevado em um ano e meio, o índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 1,6%, fechando em 267,92 pontos

Os principais mercados de ações da Europa fecharam em baixa acentuada com as ações dos bancos afetadas pelo inesperado anúncio, já perto do fim das sessões europeias, de que a Securities and Exchange Commission (SEC, a comissão norte-americana que lida com valores mobiliários) acusa o Goldman Sachs de fraude. "Justo quando o horizonte parecia estar clareando e os mercados de ações tomavam um caminho de alta, explode essa bomba", lamentou Angus Campbell, da Capital Spreads. "Ainda é cedo demais para dizer que chegamos ao topo do mercado de ações, mas pelas próximas semanas será difícil agarrar-se aos ganhos."

Depois de fechar em seu nível mais elevado em um ano e meio, o índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 1,6%, fechando em 267,92 pontos. Em Londres, o índice FTSE-100 caiu 1,04%, encerrando o pregão em 5.743,96 pontos. Na Bolsa de Valores de Frankfurt, o índice Dax caiu 1,76%, terminando a sessão em 6.180,90 pontos. O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, recuou 1,94%, fechando em 3.986,63 pontos.

As perdas nos mercados de ações da Europa intensificaram-se quando a SEC acusou o Goldman Sachs - e um funcionário francês baseado em Londres - de fraude na venda de uma obrigação de dívida colateralizada (CDO). A denúncia sustenta que o ABN Amro, agora de propriedade do Royal Bank of Scotland, perdeu US$ 840,9 milhões, e que o IKB Deutsche Industriebank perdeu quase tudo dos US$ 150 milhões que tinha investido.

As ações do RBS, que vinham subindo depois de uma elevação do preço-alvo pelo Bank of America Merrill Lynch, encerraram o dia com uma valorização de 5,1%, mas o IKB caiu 1,3%. A ameaça de mais medidas de responsabilização fizeram os papéis do Deutsche Bank cair 7,3%. As ações do UBS caíram 2,8%.

Já o setor de aviação foi afetado pelo fechamento, pelo segundo dia consecutivo, do espaço aéreo europeu pelas cinzas de uma erupção vulcânica na Islândia. As ações da Lufthansa perderam 4,1%; as da Fraport, operadora alemã de aeroportos, caíram 2,7%. Enquanto isso, os investidores continuam atentos à Grécia às vésperas de reuniões previstas para a próxima semana nas quais o país pode vir a requisitar formalmente um pacote emergencial de resgate financeiro elaborado pela União Europeia (UE) e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.