Setor de bancos puxou alta do mercado europeu, após Grécia aceitar pacote de ajuda

O mercado acionário europeu teve um dia de ganhos nesta sexta-feira, puxado pelo setor de bancos, após a Grécia ter pedido a ativação de um pacote de ajuda e depois de um salto nas vendas de casas novas nos Estados Unidos, enquanto a Volvo subiu após fortes resultados trimestrais.

O FTSEurofirst 300, principal índice de ações da região, teve alta de 0,69%, aos 1.091 pontos.

Os bancos ficaram entre os principais ganhadores, já que as preocupações em relação à crise grega diminuíram, após Atenas ter pedido que a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional ativassem um pacote de ajuda emergencial de 45 bilhões de euros.

Barclays, HSBC, BNP Paribas, Commerzbank e Banco Santander subiram entre 0,3% e 0,5%.

"Há um pouco mais de segurança em relação à Grécia... mas a verdade é que 45 bilhões (de euros) não é suficiente para resolver o problema grego", disse David Morrisson, estrategista de mercado da GFT Global. O índice de bancos gregos subiu 0,1%.

Individualmente, a fabricante de caminhões Volvo disparou mais de 10% após a companhia informar que seu lucro do primeiro trimestre ficou acima das expectativas.

Nos EUA, as vendas de novas moradias atingiram o maior nível em oito meses, num sinal de que a recuperação da economia do país está ganhando força.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 1,03%, a 5.723 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX ganhou 1,47%, para 6.259 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 avançou 0,68%, para 3.951 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib encerrou em alta de 0,48%, a 22.726 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 registrou ganho de 0,89%, para 10.918 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 teve elevação de 0,68%, para 7.805 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.