SÃO PAULO - As bolsas europeias reduziram as perdas próximo do fechamento e terminaram a quarta-feira de lado. Os dados de vendas pendentes de casas nos Estados Unidos vieram melhores que o esperado e animaram os investidores na última hora de pregão na Europa.

Em Londres, o FTSE-100 caiu 0,23%, para 5.151 pontos; em Paris, o CAC-40 perdeu 0,05%, para 3.502 pontos; e em Frankfurt, o DAX terminou estável, aos 5.981 pontos. Com a agenda fraca, as atenções do mercado estiveram voltadas para as vendas pendentes de casas nos Estados Unidos, que avançaram 6% entre março e abril e tiveram elevação de 22,4% no comparativo com o quarto mês de 2009. Outra boa notícia veio da Espanha, que registrou 76,223 mil pessoas a menos na lista de desempregados registrados nas agências de serviços públicos de emprego. A queda foi a segunda consecutiva. Em abril, o desemprego recuou em mais de 24 mil pessoas. Dentro de sua estratégia para reduzir dívidas, o governo da Grécia anunciou hoje que vai vender participações na deficitária Hellenic Railways assim como nas companhias de água controladas pelo Estado e Correios. O país pretende obter 1 bilhão de euros por ano, nos próximos três anos, por meio de projetos de privatização, de acordo com os compromissos para Atenas receber socorro financeiro da Europa e do Fundo Monetário Internacional (FMI). As ações da BP voltaram a figurar entre os principais destaques negativos do dia, mas reduziram as perdas próximo do fechamento para 0,1%. O secretário de Justiça dos Estados Unidos, Eric Holder, disse ontem que as autoridades federais decidiram abrir uma investigação penal e civil sobre a explosão da plataforma Deepwater Horizon da BP, no golfo do México, que originou o pior derrame de petróleo da história do país. No campo positivo, as ações da Telefônica subiram 0,8%, depois de elevar a oferta pela participação da Portugal Telecom na brasileira Vivo, em 14%, para 6,5 bilhões de euros. (Téo Takar | Valor com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.