Bolsas dos EUA fecham no azul apesar de dados ruins

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - Os índices de Wall Street avançaram nesta quarta-feira, mas continuaram dentro da média de variação dos últimos dias após a divulgação de dados econômicos negativos, impedindo o índice S&P 500 de superar a significativa marca de 1.130 pontos.

No fechamento desta quarta-feira, o índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,44 por cento, para 10.572 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,5 por cento, para 2.301 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 0,35 por cento, para 1.125 pontos.

Os mercados foram pressionados desde o começo do dia, quando um relatório sobre as condições de negócios de Nova York mostrou uma queda no índice para seu nível mais baixo em mais de um ano, enquanto os dados de produção industrial dos Estados Unidos registraram uma desaceleração do crescimento em agosto.

O índice S&P subiu após a divulgação dos relatórios para sua média móvel de 200 dias, acima dos 1.115 pontos.

Mas o índice não conseguiu ultrapassar os 1.130 pontos, marca considerada medida-chave de resistência por analistas e cuja superação pode gerar um movimento maior de compra nas bolsas.

"Praticamente tudo esteve em baixa em relação aos dados, e o mercado, no final das contas, mal se mexeu, mas se recuperou bem após o fechamento", disse o analista-sênior de mercados da IG Markets, Dan Cook.

"Veremos essa marca dos 1.130 pontos ser testada esta semana, e devemos conseguir algum tipo de determinação a partir disso. Talvez seja apenas uma pausa antes de uma nova leva de altas".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.