SÃO PAULO - Dados divulgados nesta manhã sobre a economia da Europa animaram os investidores, promovendo novas altas nas bolsas da região. Há pouco, o índice FTSE 100, da bolsa de Londres, subia 0,92%, para 5.262,67 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX tinha alta de 1,55%, aos 6.082,96 pontos, enquanto em Paris, o índice CAC 40 avançava 1,71%, para 3.553,64 pontos. Na Espanha, o Ibex 35 da bolsa de Madrid tinha valorização de 1,55%, aos 10.196,60 pontos e, em Milão, o FTSE MIB subia 1,81%, aos 20.501,86 pontos. Os mercados reagem à informação da Eurostat, a agência oficial de estatísticas da União Europeia, de que as encomendas às indústrias dos 16 países que compõem a zona do euro cresceram em maio. Foi registrado aumento de 3,8% nos novos pedidos em relação a abril. Na comparação a maio de 2009, a expansão foi de 22,7%. Os números indicam que tal comportamento pode se repetir nos próximos meses, já que as encomendas foram puxadas por bens de capital, que tiveram seus pedidos ampliados em 5,3%. Além disso, levantamento preliminar da empresa de pesquisas Markit Economics mostra que o índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) avançou em julho, passando de 56 em junho para 56,7 neste mês. Este é o nível mais alto alcançado pelo indicador nos últimos três meses. (Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.