SÃO PAULO - Os mercados acionários da Europa reagiram bem aos leilões de títulos públicos promovidos pelos governos de Espanha, Irlanda e Grécia nesta terça-feira. Após as operações, os principais índices das bolsas europeias sobem, indicando menor preocupação dos investidores com as dívidas desses países.

Há pouco, o índice FTSE 100, da bolsa de Londres, avançava 0,41%, para 2.816,04 pontos, enquanto em Paris, o CAC 40 tinha alta de 0,53%, aos 3.807,96 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX subia 0,50%, para 6.326,30 pontos e, em Milão, o FTSE MIB ganhava 0,60%, aos 20.878,43 pontos. Na bolsa de Madri, o Ibex 35 tinha 1% de valorização, chegando aos 10.850,50 pontos. O governo espanhol conseguiu vender 7 bilhões de euros em títulos públicos, com a demanda pelos papéis superando a oferta. Os juros ficaram um pouco acima da taxa oferecida no leilão anterior. Na Irlanda, foi vendida uma soma de 1,5 bilhão de euros em títulos públicos, com a procura chegado a ser cinco vezes maior que a oferta nos papéis de menor prazo. Apesar disso, os juros subiram significativamente. Também foi constatada forte demanda pelos títulos gregos. O governo da Grécia vendeu 390 milhões de euros em papéis com vencimento em três meses, pagando juros menores que os ofertados no leilão anterior. A demanda superou em mais de seis vezes a oferta. Os investidores ainda seguem atentos à reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos). (Francine De Lorenzo | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.