Economia da China e papéis de empresas ligadas a matérias-primas puxaram a alta nos mercados da região

As bolsas da Europa abriram o primeiro pregão do mês no campo positivo. Dados animadores sobre a economia da China e o movimento dos papéis ligados a matérias-primas dirigiam, em parte, o curso dos negócios.

Há pouco, em Londres, o FTSE-100 tinha elevação de 0,95%, para 5.601,29 pontos. O CAC-40, de Paris, registrava 3.716,86 pontos, com valorização de 0,05%. Em Frankfurt, o DAX marcava 6.261,28 pontos, avanço de 0,52%.

A atividade industrial chinesa acentuou o ritmo de crescimento em setembro, conforme a Federação de Logística e Compra do país. O indicador avançou de 51,7 em agosto para 53,8 um mês depois. Leituras acima de 50 expressam expansão. Do setor corporativo, a Repsol fechou acordo com a chinesa Sinopec para projetos no Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.