Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Bolsas da Europa avançam; BP dispara com rumor de venda de ativos

SÃO PAULO - As bolsas europeias fecharam no terreno positivo pelo quinto pregão consecutivo. O otimismo com o início da safra de balanços do segundo trimestre e as especulações em torno da venda de ativos da BP no Alasca impulsionaram os papéis nesta segunda-feira.

Valor Online |

Em Londres, o FTSE 100 subiu 0,66%, para 5.167 pontos; em Paris, o CAC-40 terminou aos 3.568 pontos, com ganho de 0,37%; e o alemão DAX avançou 0,20%, aos 6.077 pontos. Os investidores receberam a confirmação de que a economia do Reino Unido cresceu 0,3% no primeiro trimestre em relação ao quarto trimestre de 2009. O resultado coincide com aquele divulgado em maio para o período. A produção industrial subiu 1%, sendo que a atividade do setor manufatureiro teve ampliação de 1,4%. No entanto, a agência de classificação de crédito S & P reforçou a nota soberana "AAA" do Reino Unido, mas a perspectiva é negativa. Isto sugere que o rating pode ser revisto para baixo. A agência alertou que o peso da dívida do governo do Reino Unido pode se aproximar de um nível incompatível com a nota atual e disse que as projeções econômicas para o médio prazo são menos otimistas do que aquelas apresentadas no orçamento da região. Outro dado do dia veio da China, onde as exportações aumentaram 43,9% em junho, em relação a mesmo mês do ano passado, para US$ 137,4 bilhões. As importações tiveram alta de 34,1%, ficando em US$ 117,4 bilhões. Com isso, o superávit comercial no período foi de US$ 20 bilhões. Os papéis da BP concentraram as atenções nesta segunda-feira. Robôs submarinos conseguiram montar uma tampa para conter o vazamento de petróleo no Golfo do México. Mas o que movimentou os papéis foi a notícia de que a BP pretende vender ativos no Alasca por cerca de US$ 12 bilhões. As ações dispararam 9,5%. Mais tarde, o mercado receberá os dados da americana Alcoa, que abrirá a temporada de balanços corporativos do segundo trimestre. (Téo Takar | Valor, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG