Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 268,24 pontos, ou 1,4%, e terminou aos 19.496,95 pontos

Os mercados da Ásia iniciaram o mês no campo negativo. Nesta terça-feira, as bolsas da região foram influenciadas pelas contínuas preocupações sobre a crise de débito na zona do euro.

Este foi o caso da Bolsa de Hong Kong, que também seguiu no declínio dos mercados chineses. O índice Hang Seng caiu 268,24 pontos, ou 1,4%, e terminou aos 19.496,95 pontos.

Já as Bolsas da China sofreram com a possível queda no ritmo de expansão da atividade manufatureira chinesa. O índice Xangai Composto baixou 0,9% e encerrou aos 2.568,28 pontos. O Shenzhen Composto perdeu 1,6% e terminou aos 1.016,54 pontos.

O yuan se desvalorizou em relação ao dólar, à medida que aumentou a demanda corporativa pela moeda norte-americana e houve enfraquecimento do euro ante a divisa americana. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8302 yuans, de 6,8279 yuans do fechamento de segunda-feira.

Após quatro sessões seguidas de ganhos, a Bolsa de Taipé, em Taiwan, apresentou forte queda. O índice Taiwan Weighted caiu 1,2% e fechou aos 7.289,33 pontos.

Na Coreia do Sul, a preocupação com a China levou a Bolsa de Seul a fechar em baixa. O índice Kospi perdeu 0,7% e terminou aos 1.630,40 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, estendeu a retração do pregão anterior, mas ensaiou uma recuperação no final do dia. O índice S&P/ASX 200 terminou com recuo de 0,4%, fechando aos 4.413,1 pontos.

Nas Filipinas, o índice PSE da Bolsa de Manila cedeu 0,2% e fechou aos 3.266,24 pontos, em linha com as baixas dos demais mercados regionais.

A Bolsa de Cingapura fechou em baixa por conta das tendências de vendas nos mercados europeus e uma vez que os investidores realizaram lucros dos ganhos auferidos de manhã. O índice Straits Times caiu 1,4% e encerrou aos 2.715,44 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, perdeu 2,6% e fechou aos 2.724,61 pontos, uma vez que os investidores estrangeiros preferiram aplicar seu dinheiro em ativos mais seguros por conta de renovadas preocupações de que mais países europeus possam ter seus ratings rebaixados.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, recuou 1,2% e fechou aos 740,92 pontos, após três sessões de alta. Preocupações sobre a dívida soberana de países da Europa continuaram a elevar o prêmio de risco dos investimentos em ações, enquanto sinais de recuo no crescimento econômico da China enfraqueceram o sentimento.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, recuou 0,2% e fechou aos 1.282,97 pontos, na esteira do fraco sentimento regional; preocupações sobre a recuperação econômica global determinaram que os investidores realizem lucros após os ganhos de segunda-feira. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.