Tamanho do texto

Em Hong Kong, mercado teve elevação pela quinta sessão seguida, alavancado por novas ofertas de ações e pelo setor imobiliário

selo

Os principais mercados da Ásia encerraram no campo positivo por conta de fatores internos. Nesta sexta-feira, contudo, outras bolsas foram no embalo do fraco desempenho de Wall Street. Não houve negociações na China por ser feriado.

A Bolsa de Hong Kong teve elevação pela quinta sessão seguida, alavancada por novos IPOs e pelo setor imobiliário. O índice Hang Seng subiu 71,72 pontos, ou 0,3%, e terminou aos 22.119,43 pontos, o maior fechamento desde 15 de abril - na semana, o índice acumulou alta de 0,7%.

Já a Bolsa de Taipé, em Taiwan, encerrou o dia em queda, com os investidores relutantes em construir novas posições. O índice Taiwan Weighted retrocedeu 0,4%, fechando em 8.166,62, pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em alta, com a redução das preocupações sobre uma possível recessão global e a expectativa de ganhos robustos de empresas locais no 3º trimestre. O índice Kospi subiu 0,8% e fechou aos 1.846,60 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, acompanhou as bolsas de Nova York e fechou em queda, sob a liderança das ações do setor financeiro. O índice S&P/ASX 200 perdeu 0,7%, fechando aos 4.601,9 pontos.

Nas Filipinas, o índice PSE da Bolsa de Manila avançou 0,3% e encerrou aos 4.078,87 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em alta, em linhas com os demais mercados asiáticos, mas alguns investidores ficaram de lado depois de embolsar lucros de recentes altas. O índice Straits Times ganhou 0,3% e fechou aos 3.092,68 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, subiu 1,8% e fechou aos 3.397,62 pontos, novo recorde, com fundos estrangeiros adquirindo blue chips na expectativa de fortes resultados de corporações no terceiro trimestre.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, teve alta de 0,5% e fechou aos 951,90 pontos, com continuidade de fluxos de capital.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, recuou 0,5% e fechou aos 1.451,19 pontos, em linha com o fraco desempenho dos mercados regionais, depois do declínio de Wall Street. "Preocupações sobre a economia global está começando a se insinuar, e os participantes realizam lucros depois de fortes ganhos recentemente", disseram dealers. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.