Tamanho do texto

Dados econômicos da China e da Austrália deram aos investidores razões para acreditar que a economia regional segue fortalecida

selo

A maioria dos mercados da Ásia iniciou o mês no campo positivo, estimulados pelos bons números da atividade manufatureira chinesa em agosto. 

A Bolsa de Hong Kong teve ligeira elevação, liderada por blue chip pesos pesadas, especialmente do setor bancário. O índice Hang Seng subiu 87,34 pontos, ou 0,4%, e terminou aos 20.623,83 pontos.

Já as Bolsas da China sofreram com o declínio nas ações de imobiliárias, que pesaram mais do que os ganhos no setor bancário. O índice Xangai Composto baixou 0,6% e encerrou aos 2.622,88 pontos. O índice Shenzhen Composto caiu 1,3% e terminou aos 1.151,17 pontos.

O yuan teve ligeira desvalorização em relação ao dólar, após o Banco Central chinês fixar a taxa de paridade central dólar-yuan no seu maior nível em dez semanas (de 6,8105 yuans para 6,8126 yuans). No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8115 yuans, de 6,8074 yuans do fechamento de terça-feira.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou o dia em alta, na trilha dos ganhos moderados dos mercados norte-americanos. O índice Taiwan Weighted registrou alta de 0,7%, encerrando aos 7.668,25 pontos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul encerrou em alta, auxiliada pela recuperação no setor industrial da China, que elevou o otimismo dos investidores na Ásia. O índice Kospi subiu 1,3%, atingindo 1.764,69 pontos.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney alcançou a maior pontuação das últimas três semanas e a maior alta em quase dois meses. Teve alta de 2,1% e fechou aos 4.495,70 pontos.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou com o índice PSE em alta de 0,8%, terminando aos 3.593,34 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve forte alta, em linha com a subida generalizada nas bolsas asiáticas, uma vez que dados econômicos da China e da Austrália deram aos investidores razões para acreditar que a economia regional permanece intacta. O índice Straits Times ganhou 1,1% e fechou aos 2.982,83 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, avançou 1,7% e fechou aos 3.135,31 pontos, com a inflação mais suave que a esperada em agosto tendo levantado o sentimento.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, teve ganho de 0,7% e fechou aos 919,34 pontos, maior alta desde dezembro de 1996. Bancos tiveram forte alta e os pesos pesados de energia também avançaram por causa de otimismo sobre o fluxo de fundos.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,7% e fechou aos 1.431,96 pontos. Segundo um dealer local, a alta deveu-se ao movimento de ações de primeira linha, que ficaram no foco após dados melhores que os esperados da China elevarem o sentimento. As informações são da Dow Jones

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.