Tóquio teve valorização de 1,1%, influenciado por bom desempenho em Wall Street

selo

Os principais mercados da Ásia apresentaram elevação. A alta em Wall Street e boas notícias vindas dos Estados Unidos garantiram o otimismo dos investidores. 

A Bolsa de Hong Kong teve a sexta sessão seguida de alta, liderada pelas ações de estaleiros. O índice Hang Seng subiu 87,55 pontos, ou 0,4%, e terminou aos 24.964,37 pontos, o maior fechamento desde 22 de maio de 2008.

 Já as Bolsas da China fecharam em alta, lideradas pelas petrolíferas e imobiliárias, com a elevação em Wall Street. O índice Xangai Composto ganhou 1% e terminou aos 3.159,51 pontos. O índice Shenzhen Composto subiu 1,8% e encerrou aos 1.376,29 pontos. 

O yuan se desvalorizou em relação ao dólar, após o Banco Central chinês elevar a taxa de paridade central dólar-yuan (de 6,6610 yuans para 6,6692 yuans) e a moeda norte-americana se recuperar sobre as principais unidades no mercado internacional. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,6781 yuans, de 6,6566 yuans do fechamento de sexta-feira. 

A Bolsa de Taiwan, em Taipé, fechou em baixa, com as perdas dos fabricantes de chips e computadores eliminando os ganhos das empresas petroquímicas e de construção. O índice Taiwan Weighted retrocedeu 0,2% e fechou aos 8.430,58 pontos.

Na Coreia do Sul, o seguido fluxo de entrada de capital estrangeiro, parcialmente estimulado pelos dados melhores do que o esperado sobre o mercado de trabalho nos EUA, garantiu o resultado positivo da Bolsa de Seul. O índice Kospi avançou 0,2%, e fechou aos 1.942,41 pontos. 

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou em baixa, com quedas acentuadas nos setores financeiro e imobiliário. O índice S&P/ASX 200 encerrou em baixa de 0,5%, terminando aos 4.778,4 pontos.

Na Bolsa de Manila, nas Filipinas, a realização dos expressivos lucros da semana passada fez o índice PSE fechar em queda de 1,2%, encerrando aos 4.295,62 pontos. 

A Bolsa de Cingapura terminou na maior alta em 35 meses, com os dados melhores do que o esperado do mercado de trabalho norte-americano e com os investidores saindo às compras com os o rali dos papeis relacionados a commodities visto na Ásia. O índice Straits Times subiu 1,9% e fechou aos 3.300,40 pontos. 

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, valoriza 0,9% e fecha aos 1.049,79 pontos, com compras focadas no setor de energia, particularmente na petroquímica, por conta de robustas perspectivas no curto prazo. 

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, avançou 1,2% e fechou aos 3.699,26 pontos, em volume moderado, uma vez que fundos institucionais estrangeiros e locais adquiriram papeis relacionados ao petróleo e telecomunicações por conta da alta dos preços da commodity.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, teve alta de 0,5% e fechou aos 1.519,84 pontos após serie de novos fluxo ter elevado o sentimento. Os dados fortes dos EUA sexta-feira e expectativas de mais fluxos de fundos encorajaram o mercado, disse um dealer. As informações são da Dow Jones .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.