A Bovespa opera de lado nesta sexta-feira, após ter iniciado o pregão em queda em movimento de realização de lucros após a forte valorização registrada no pregão de ontem. Ações de empresas de mineração e siderurgia puxam as altas, enquanto JBS, Net e Redecard lideram as baixas.

A Bovespa opera de lado nesta sexta-feira, após ter iniciado o pregão em queda em movimento de realização de lucros após a forte valorização registrada no pregão de ontem. Ações de empresas de mineração e siderurgia puxam as altas, enquanto JBS, Net e Redecard lideram as baixas. Às 12h00, o Ibovespa registrava desvalorização de 0,42% aos 61.828 pontos. Na mínima alcançou 61.499 pontos (-0,95%) e na máxima 62.247 pontos (+0,25%). No mesmo horário, o Dow Jones caía 0,61% e o S&P 500 registrava baixa de 0,58%. Profissionais do mercado lembram ainda que segunda-feira é feriado nos Estados Unidos (Memorial Day) e no Reino Unido, o que favorece a redução de posições de investidores estrangeiros na Bolsa brasileira. "Com o cenário de crise na Europa o mercado tem se posicionado na sexta-feira para reduzir risco, na expectativa de novos desdobramentos possam acontecer no final de semana", explica o gestor de renda variável da Grau Investimentos, Huang kuo Seen. Um operador acrescenta que é até saudável que a Bolsa registre uma realização hoje, mas destaca que ainda há fluxo para as empresas de mineração e siderurgia, o que pode ajudar o índice a operar no positivo ao longo do dia. Vale PNA sobe 0,97% e ON avança 0,59%, ambas entre as maiores altas do Ibovespa, beneficiada pela expectativa de novo aumento do preço do minério. Hoje os metais básicos operam sustentados na London Metal Exchange (LME), com a recuperação do euro e dos mercados de ações. MMX, do empresário Eike Batista, Vale, também figura na lista, com ganhos de 1,65%. Hoje o Santander iniciou cobertura da empresa, como recomendação de compras para os papéis da MMX. Algumas siderúrgicas acompanham, como Gerdau (+1,36%), Gerdau Metalúrgica (+0,93%) e CSN (+0,15%). Usiminas PNA e ON recuam 0,76% e 0,22%, respectivamente. <b>Petrobras</b> Petrobras PN avança 0,40% e ON sobe 0,41%, em dia de nova alta no preço do petróleo. Há pouco, a cotação do insumo subia em torno de 0,50% na Nymex eletrônica, para a casa dos US$ 74,00 o barril. A companhia assinou memorando de entendimento com a companhia estatal de petróleo Turkish Petroleum Corporation (TPAO), com o objetivo de ampliar as pesquisas de exploração em águas profundas na região turca do Mar Negro. Na lista de maiores altas do Ibovespa figuram Telemar ON (+2,30%), Cyrela (+1,08%), BM&FBovespa (+0,84%) e Bradespar PN (+0,80%). <b>Frigoríficos</b> As ações da JBS Friboi e da Marfrig reagem em queda à notícia de que a Rússia suspenderá temporariamente as importações de carne bovina de oito unidades frigoríficas do Brasil, sendo três pertencentes à JBS Friboi e três da Marfrig. Há pouco, os papéis da JBS recuavam 2,42%, liderando a lista de maiores quedas do Ibovespa. Fora do índice, Marfrig registra perdas de 0,88%. A informação da suspensão foi publicada ontem no site do Serviço Federal Veterinário e Fitossanitário da Rússia na internet e confirmada pelo Ministério da Agricultura do Brasil, que recebeu notificação das autoridades russas. De acordo com a assessoria de imprensa do ministério, a Rússia não aponta problemas sanitários para a restrição, mas diz apenas que os frigoríficos não estão completamente adequados às exigências impostas por aquele país para importação de carne bovina, sem especificar quais são elas. A Marfrig disse por meio de comunicado que ainda não havia recebido informação oficial sobre o assunto. A empresa afirma que, se a restrição for confirmada, pode atender plenamente a venda para a Rússia por meio de suas outras unidades e que a exportação a partir desses frigoríficos prosseguirá normalmente para outros destinos. Também figuram na lista de maiores quedas Redecard (-3,09%), Cielo (-2,52%), Net (-2,65%), PDG (-1,95%), Rossi (-1,79%) e Itaúsa (-1,83%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.