Tamanho do texto

A Bolsa de Tóquio fechou em alta, com o índice Nikkei 225 no maior nível das últimas seis semanas, em meio ao alívio com a seguida depreciação do iene, que impulsionou ações de empresas como Honda e Nikon

selo

A Bolsa de Tóquio fechou em alta, com o índice Nikkei 225 no maior nível das últimas seis semanas, em meio ao alívio com a seguida depreciação do iene, que impulsionou ações de empresas como Honda e Nikon. Já as ações das empresas de crediário subiram com a divulgação de uma queda no número de pedidos de reembolso. O índice Nikkei 225 ganhou 116,59 pontos, ou 1,2%, e fechou aos 9.626,09 pontos.

As ações subiram desde a abertura, uma vez que a intervenção do Japão nos mercados de câmbio estrangeiros ajudou a manter tanto o dólar quanto o euro firmes contra o iene. À tarde, a Bolsa estendeu seus ganhos acompanhando o rali das outras bolsas asiáticas. De acordo com os analistas, porém, os investidores evitaram compras agressivas antes do fim de semana prolongado no Japão (segunda-feira é feriado no país) e da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) na semana que vem. Também na próxima quinta-feira os mercados japoneses não funcionam.

"A intervenção (no câmbio) tem sido mais efetiva em estancar a alta do iene do que o esperado inicialmente", disse Toshikazu Horiuchi, estrategista da Cosmo Securities. "Mas é difícil comprar (ações) agressivamente, pois existe uma persistente sombra de ansiedade em torno da possível valorização do iene caso os EUA promovam um afrouxamento monetário adicional." O mercado também praticamente não reagiu à pequena reestruturação do gabinete do primeiro-ministro Naoto Kan. Muitos investidores esperam a continuidade da política econômica, já que o ministro de Finanças, Yoshihiko Noda, foi mantido no cargo. As informações são da Dow Jones

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.