Os principais índices de ações do mercado norte-americano começam o pregão desta segunda-feira com pequenos ganhos, com os investidores se posicionando para a divulgação de balanços corporativos importantes e testando se os grandes ganhos das sessões anteriores poderão ser ampliados

selo

Os principais índices de ações do mercado norte-americano começam o pregão desta segunda-feira com pequenos ganhos, com os investidores se posicionando para a divulgação de balanços corporativos importantes e testando se os grandes ganhos das sessões anteriores poderão ser ampliados. Às 10h32, o Dow Jones subia 0,10% a 11.017 pontos, o Nasdaq avançava 0,05% a 2.402 pontos e o S&P 500 ganhava 0,06% a 1.165,83 pontos.

Os mercados de bônus e os escritórios do governo estarão fechados por causa do feriado do Dia de Colombo nesta segunda-feira nos EUA. Não há indicadores econômicos norte-americanos a serem divulgados hoje.

As ações subiram na sexta-feira depois que os dados do relatório de vagas de trabalho (payroll) de setembro decepcionaram e reforçaram a expectativa de que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) adote mais medidas de afrouxamento quantitativo, comprando títulos da dívida. O Dow Jones terminou pouco acima dos 11 mil pontos na sexta-feira, na primeira vez em que fechou acima deste patamar desde 3 de maio. O índice acumulou alta de 1,6% na semana. O S&P 500 subiu 1,7% e o Nasdaq ganhou 1,3% na semana passada.

"O mercado está com humor de alta", disse Christian Tegullund Blaabjerg, estrategista-chefe do Saxo Bank, na Dinamarca. Nas próximas duas semanas, e até que os mercados saibam com certeza quando e como o Fed injetará mais recursos na economia, os balanços terão prioridade na definição do rumo do mercado, disse.

Para esta segunda-feira não há balanços previstos, mas, na terça-feira, a fabricante de chips Intel divulga resultados. Na quarta-feira, sai o balanço do JPMorgan e, na quinta-feira, General Eletric anuncia seus números trimestrais. Com base nos resultados destas quatro companhias, esta semana será "massivamente importante", disse Blaabjerg. "Na sexta-feira, quando formos para casa, estaremos bem mais esclarecidos sobre o que devemos esperar para 2011."

Ele espera uma "temporada de balanços muito fortes". O benchmark para uma temporada média é dois terços das companhias apresentando surpresa do lado da alta. "Nesta temporada teremos 70% das empresas surpreendendo no lado da alta", disse. As informações da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.