Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Bolsa de NY fecha em queda com indicadores fracos

O mercado norte-americano de ações fechou em queda, depois de indicadores fracos e o Livro Bege do Federal Reserve (Fed, banco central americano) reforçarem o sentimento de que a economia dos EUA está se desacelerando

AE |

selo

O mercado norte-americano de ações fechou em queda, depois de indicadores fracos e o Livro Bege do Federal Reserve (Fed, banco central americano) reforçarem o sentimento de que a economia dos EUA está se desacelerando. O mercado reagiu ao indicador de encomendas de bens duráveis, que caiu 1% em junho, contrariando previsões de crescimento de 1,1%. Outro fator negativo foi o índice de atividade em hipotecas da Mortgage Bankers Association (MBA), que caiu 4,4% na semana passada; o índice de refinanciamento caiu 5,9%, refletindo os custos mais altos para os mutuários rolarem suas dívidas.

A queda dos principais índices do mercado se acentuou à tarde, depois de o Livro Bege do Fed dizer que recuperação da economia é "apenas modesta". "É apenas mais um sinal de que a economia está se desacelerando. Todos esses dados econômicos, que sugerem perda de fôlego no crescimento, são desconcertantes", disse Jeff Layman, da BKD Wealth Advisors.

As ações da Boeing caíram 1,89%, depois de a empresa divulgar resultados; as vendas ficaram abaixo das previsões dos analistas no segundo trimestre. As ações da Eastman Kodak, que também divulgou resultados, caíram 15,21%. As ações da operadora de planos de saúde WellPoint caíram 3,73%, depois da divulgação de seu balanço; isso afetou as ações do setor farmacêutico (Pfizer -1,77%, Merck -1,25%). As ações da Sprint Nextel, que também divulgou resultados, subiram 0,21%.

O índice Dow Jones fechou em queda de 39,81 pontos (-0,38%), em 10.497,88 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 23,69 pontos (-1,04%), em 2.264,56 pontos. O S&P-500 fechou em queda de 7,72 pontos (-0,69%), em 1.106,12 pontos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: ECONOMICO-ECONOMIA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG