O mercado norte-americano de ações opera em alta forte, em reação aos informes de resultados de empresas importantes e aos dados da balança comercial da China em setembro

selo

O mercado norte-americano de ações opera em alta forte, em reação aos informes de resultados de empresas importantes e aos dados da balança comercial da China em setembro. "Os lucros deverão continuar a superar as expectativas para este trimestre. No fim das contas, acredito que o ambiente macroeconômico é muito mais favorável do que muitos vêm sugerindo, e isso por causa dos lucros", disse o estrategista Kent Engelke, da Capitol Securities Management. As ações de indústrias e de empresas ligadas a insumos estão entre as que mais estão subindo, depois de a China informar que seu superávit comercial caiu em setembro para US$ 16,88 bilhões, nível mais baixo em cinco meses, e que as importações chinesas de commodities tiveram um crescimento forte (há pouco, 3M +1,60%, Alcoa +1,14%, Boeing +2,56%, Caterpillar +2,21%). As ações do JPMorgan Chase recuavam 0,57% há pouco, apesar de o lucro da instituição no terceiro trimestre ter superado as previsões; o banco disse que cresceram os gastos dos consumidores com cartões de crédito, o que beneficia as ações do setor (há pouco, American Express +3,04%, MasterCard +2,49%, Visa +3,06%). No setor de tecnologia, as ações da Intel caíam 0,71% há pouco, embora o lucro da empresa também tenha superado as previsões; outras ações do setor estão em alta (Hewlett-Packard + 1,72%, Cisco Systems +3,05%, Microsoft +1,69%). Outro destaque do pregão é a operadora de ferrovias CSX, com alta de 4,10% há pouco, em reação a seu informe de resultados. Às 13h30 (de Brasília), o índice Dow Jones ganhava 124 pontos (1,13%), para 11.145 pontos; o Nasdaq avançava 28 pontos (1,19%), para 2.446 pontos, e o S&P-500 ganhava 12 pontos (1,08%), para 1.182 pontos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.