Tamanho do texto

Investidores derrubaram índices dos EUA na reta final do pregão. Ibovespa caiu 0,66% e dólar subiu 0,22%

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) teve um dia morno e passou a maior parte do dia em ligeira alta, mas o Ibovespa acabou fechando em queda de 0,66%, cotado em 64.790 pontos, influenciado pelo desempenho das bolsas nos Estados Unidos.

No cenário local, destaque para o balanço do Banco do Brasil. As ações caíram em linha com o Ibovespa (-0,72%), após a instituição financeira divulgar lucro de R$ 2,4 bilhões no primeiro trimestre do ano, um aumento de 41,2% sobre igual período de 2009. Apesar de o resultado ter sido o segundo maior da história do setor, ficou em linha com o esperado pelo mercado, e as ações acompanharam a Bolsa.

Estados Unidos

Os principais índices do mercado de ações dos Estados Unidos fecharam em queda, com os investidores aparentemente buscando ativos mais seguros, como os Treasuries (títulos do Tesouro norte-americano). Dow Jones caiu 1,05%, Nasdaq recuou 1,26% e S&P500 caiu 1,21%.

Europa

As Bolsas da Europa fecharam em direções divergentes, em um dia marcado por fortes resultados corporativos e enfraquecimento do setor bancário. As preocupações com os efeitos das medidas de austeridade de alguns governos europeus sobre as economias mantiveram a cautela entre os investidores. Porém, a notícia de que Portugal se juntou à Espanha na promessa de cortar seu déficit orçamentário foi bem recebida.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou o dia em alta de 0,2%, aos 257,24 pontos. Em Londres, o índice FT-100 subiu 0,93%, para 5.433,73 pontos e, em Frankfurt, o DAX avançou 1,11%, para 6.251,97 pontos. Do lado das baixas, o índice CAC-40 de Paris caiu 0,06%, para 3.731,54 pontos, e o Ibex-35 de Madri recuou 1,11%, para 9.977,50. Em Atenas, o índice ASE cedeu 1,87%, para 1.716,80 pontos.

Ásia

A maioria dos mercados da Ásia apresentou fortes resultados nesta quinta-feira. Não houve negociações na Indonésia por ser feriado.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 209,97 pontos, ou 1%, e terminou aos 20.422,46 pontos. A presença dos caçadores de barganhas também beneficiou as Bolsas da China. O índice Xangai Composto subiu 2,1% e encerrou aos 2.710,51 pontos, o maior ganho porcentual diário em mais de seis semanas. O índice Shenzhen Composto ganhou 2,6% e terminou aos 1.038,24 pontos.

Dólar

Numa sessão de volatilidade, em que marcou mínima de R$ 1,767 e máxima de R$ 1,779, a moeda americana encerrou a quinta-feira com variação positiva. O dólar comercial fechou com alta de 0,22%, negociado a R$ 1,775 na compra e R$ 1,777 na venda. Ontem, a divisa americana havia recuado 0,56%, para R$ 1,773 na venda.

(com agências)

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.