Tamanho do texto

SÃO PAULO - As bolsas europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, ajudadas pelas declarações do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, e pelo crescimento do PIB dos Estados Unidos no segundo trimestre melhor que o esperado por economistas. Em Londres, o FTSE 100 subiu 0,89%, para 5.

SÃO PAULO - As bolsas europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, ajudadas pelas declarações do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, e pelo crescimento do PIB dos Estados Unidos no segundo trimestre melhor que o esperado por economistas. Em Londres, o FTSE 100 subiu 0,89%, para 5.202 pontos; em Paris, o CAC 40 avançou 0,93%, para 3.507 pontos; e em Frankfurt, o DAX fechou aos 5.951 pontos, com alta de 0,65%. O tão aguardado discurso do presidente do Fed, Ben Bernanke, trouxe alívio aos mercados mundiais. Ele disse que o Fed poderá fazer outra grande compra de títulos se a economia se deteriorar significativamente. Segundo Bernanke, o Fed já está apoiando a recuperação econômica ao manter uma política monetária de juros baixos e ao utilizar uma série de outras ferramentas, mas, se houver necessidade, as opções de política monetária estão à disposição para oferecer estímulo adicional. "Qualquer uso dessas opções requer um balanço cuidadoso do custo e benefício", disse, emendando que o Fed vai certamente usar suas ferramentas conforme a necessidade para manter a estabilidade de preços e para promover a continuidade da retomada da economia. O outro dado esperado a semana toda pelos investidores foi a revisão do PIB americano. A economia cresceu a uma taxa anualizada de 1,6% no segundo trimestre.. O resultado ficou abaixo do anunciado um mês antes para o período, de expansão de 2,4%, mas veio melhor que a expectativa dos economistas, que estimavam um crescimento de 1,4%. De janeiro a março, o PIB dos EUA cresceu 3,7%. Na Europa, o destaque foi a revisão do PIB do Reino Unido, que cresceu 1,2% no segundo trimestre, em relação aos três meses antecedentes, pouco mais do que o 1,1% divulgado inicialmente. A economia mostrou expansão de 1,7% perante o período de abril a junho de 2009. As ações de empresas de telecomunicações figuraram entre as principais altas. Telecom Itália ganhou 3,9% e Cable & Wireless Worldwide subiu 5,7%. Os papéis do Monte Paschi, terceiro maior banco da Itália, avançaram 5% após a instituição apresentar lucro de 118,9 milhões de euros no segundo trimestre, o triplo do registrado um ano antes. Entre as baixas, o destaque ficou com as ações da EADS, que recuaram 3,2%. Os papéis reagiram a uma notícia publicada no jornal Los Echos, de que a empresa reduziu a previsão de produção do Airbus A350, de 18 para 10 aeronaves em 2013. (Téo Takar | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.