Banco planeja abrir estabelecimentos em zonas carentes no Rio de Janeiro

Duas comunidades carentes do Rio de Janeiro receberão agências do Banco do Brasil nos próximos meses. A Cidade de Deus, na zona oeste da cidade, e a Rocinha, na zona sul, serão as primeiras beneficiadas pelo projeto de expansão do banco para favelas e áreas carentes do Estado.

Segundo o superintendente do Banco do Brasil no Rio, Tarcísio Hubner, a ideia é ampliar o mercado para a instituição e oferecer serviços aos moradores dessas regiões.

“Nós somos um banco que atua em todos os mercados, com todas as classes sociais. Nosso objetivo é expandir a rede, para atender a todas as oportunidades que vislumbrarmos e para atender mais pessoas, dando a elas oportunidade de crédito e de utilização dos serviços”, disse.

Depois de implantar as agências da Cidade de Deus e da Rocinha, o Banco do Brasil planeja se instalar em outras comunidades carentes.

Outro projeto é chegar a todos os 92 municípios do estado no prazo de quatro anos. Para isso, estão previstas 100 novas agências completas, que se somarão às 262 já existentes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.