Tamanho do texto

Londres - O lucro do banco britânico Barclays em 2009 cresceu 92% em relação ao ano anterior, de 7,013 bilhões de euros para 13,332 bilhões de euros, em parte graças à venda do fundo de investimentos Barclays Global Investors (BGI) à gestora norte-americana de fundos BlackRock.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561110340&_c_=MiGComponente_C

Para o aumento dos ganhos, contribuíram os bons resultados da divisão de bancos de investimentos Barclays Capital, que registrou um lucro de 2,873 bilhões de euros.

Por outro lado, os ganhos da divisão de bancos comerciais, segundo o Barclays, caíram 41%, devido ao aumento da inadimplência e da desvalorização de seus ativos.

Durante o pior da crise financeira que explodiu em 2008, o Barclays foi o único grande banco britânico a não receber injeções de liquidez do governo, já que preferiu reconstruir suas finanças com fundos do Oriente Médio.

Ao divulgar o balanço, a instituição informou que, apesar desse resultado, o chefe executivo do grupo, John Varley, e seu presidente, Bob Diamond, recusaram pelo segundo ano consecutivo os prêmios relativos a esses ganhos.

"O conselho de administração considera o bom desempenho do Barclays em 2009", diz o banco em comunicado. "No entanto, levando em conta o persistente impacto da queda da atividade econômica para muitos clientes e acionistas, num momento em que as retribuições a bancos e banqueiros são assuntos de interesse e preocupação, (Varley e Diamond) comunicaram ao conselho a intenção de recusar esses prêmios pelo segundo ano consecutivo", acrescenta o documento. (Com AFP)

Leia mais sobre bancos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.