Tamanho do texto

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa)fechou nesta quinta-feira praticamente estável, com ligeira queda de 0,04%, depois de oscilar na primeira etapa do pregão. O Ibovespa fechou em 69.697 pontos e o volume financeiro da praça paulista somou R$ 5,6 bilhões.

Vários fatores contribuíram para a falta de direção da Bolsa hoje: enquanto a manutenção de juros pelo Banco Central e os números positivos nos Estados Unidos trazem alívio aos negócios, o retorno de preocupações em relação à Grécia pesou na Ásia e na Europa.


No ambiente econômico doméstico, o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), em reunião finalizada ontem, decidiu manter a taxa básica de juro (Selic) em 8,75% ao ano. A decisão veio em linha com a expectativa da maioria dos analistas.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou que o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10), teve variação positiva em 1,10%, levemente acima da medição de fevereiro, quando o índice registrou inflação de 1,08%.

Nos Estados Unidos, o Departamento de Trabalho divulgou que o Índice de Preços ao Consumidor (CPI) apresentou variação nula em fevereiro, ficando abaixo das expectativas dos analistas. Já o núcleo do CPI, que exclui os itens mais voláteis, como energia e alimentação, subiu 0,1% em fevereiro, em linha com as projeções do mercado.

O Departamento de Trabalho dos EUA também informou que o número de pedidos de auxílio-desemprego, reportados no país na última semana, registrou um total de 457 mil novos pedidos. O desempenho veio pior que o esperado pelos analistas, cujas projeções giravam em torno de 455 mil. Por outro lado, o indicador ficou abaixo do número registrado na semana anterior, que foi de 462 mil solicitações.

Na Europa, o premiê grego George Papandreou voltou a afirmar que Atenas poderá apelar ao Fundo Monetário Internacional (FMI) se os europeus não concordarem em ajudar o país no encontro que acontece na próxima semana

Bolsas internacionais

Nos Estados Unidos, as bolsas fecharam em alta, após oscilarem entre perdas e ganhos. O índice Dow Jones fechou em alta de 0,41% e o Nasdaq teve ganho de 0,09%.

As bolsas europeias recuaram nesta quinta-feira com a volta das preocupações a respeito da situação da Grécia, que acabaram ofuscando indicadores positivos nos EUA. O FTSE 100, de Londes, recuou 0,04% para 5.643 pontos, o DAX alemão perdeu 0,20%, para 6.012 pontos e CAC 40, de Paris, fechou aos 3.938 pontos, com baixa de 0,50%.

Os principais mercados asiáticos fecharam a quinta-feira com ligeira queda. Apesar da alta em Wall Street, parte das bolsas da região seguiu fatores locais, com baixa especialmente no setor bancário.

Dólar

O dólar encerrou os negócios desta quinta-feira em alta e voltou à casa do R$ 1,78. A moeda norte-americana fechou cotada a R$ 1,788 para venda, em alta de 1,25% frente ao real. Ontem, o dólar havia caído 0,11%, a R$ 1,766.

(com Agência Estado e Valor Online)

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.