Tamanho do texto

Investidores devem observar dados da economia dos EUA; o dólar opera em alta

A Bolsa de Valores de São Paulo opera em queda de 0,43% nesta quarta-feira, invertendo o rumo da terça-feira, quando subiu 1,14%. O Ibovespa, principal índice da bolsa, registrava 63.412 pontos às 14h09. As atenções dos investidores nesta quarta devem ficar voltadas para dados da economia norte-americana e, por aqui, para o índice de atividade econômica do Banco Central para maio.

No mercado cambial, o dólar registra alta de 0,73%, para R$ 1,761 na venda. Na terça-feira, a moeda fechou na menor cotação desde 3 de maio.

Na Europa, as bolsas fecharam sem tendência definida, após seis sessões seguidas de ganhos. A bolsa de Frankfurt subiu 0,3%, enquanto o mercado de Londres caiu 0,33% e a Madri valorizou 0,19%. Entre os destaques do dia, está a notícia de que os empréstimos tomados pelos bancos espanhóis subiram em junho.

Na Ásia , os mercados foram influenciados pelos bons resultados corporativos divulgados nos EUA na terça-feira. Entre as notícias da região, os analistas do Banco Fator destacam o o crescimento de Cingapura, cujo Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 26% no 2º trimestre anualizado. "É o ritmo mais forte desde os anos 70", comentam em relatório matinal.

Na China, o consumo de energia em junho cresceu no menor ritmo desde fevereiro em função da demanda industrial mais fraca. O índice Xangai Composto, índice que acompanha as ações A e B, encerrou com alta de 0,8%. Já o índice Shenzhen Composto ganhou 0,5%.

Nos Estados Unidos, a Intel Corp, maior fabricante mundial de chips, anunciou lucro acima do esperado após o fechamento do mercado de terça-feira. Nesta quarta, saem as vendas no varejo de junho , que devem indicar o ritmo de crescimento norte-americano. Além disso, o Comitê de Mercado Aberto do Federal Reserv (Fomc) apresenta a ata de sua última reunião.

(Com agências)

    Leia tudo sobre: Bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.