Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Alta do dólar perde força após decisão do Fed

Segundo o colegiado do banco, a recuperação se dará em um ritmo mais lento do que o previamente antecipado

Valor Online |

O movimento de alta no preço da moeda americana perdeu força seguindo a decisão do Federal Reserve (Fed), banco central americano. Conforme o esperado a taxa básica foi mantida entre zero e 0,25% ao ano e o BC americano acenou com medidas para ajudar na retomada da atividade. Por volta das 15h30, o dólar comercial registrava valorização de 0,28%, a R$ 1,757 na venda. Na máxima, a moeda foi a R$ 1,765. No mercado futuro, o dólar com vencimento em setembro, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), avançava 0,39%, a R$ 1,766, depois de subir a R$ 1,773.

Segundo o colegiado do Fed, a recuperação se dará em um ritmo mais lento do que o previamente antecipado. O que representa uma mudança de avaliação com relação à reunião anterior quando a expectativa era de "recuperação moderada".

Sobre a inflação, a avaliação é de que os preços seguirão controlados por algum tempo, reflexo da baixa utilização de recursos e das expectativas estáveis. O Fed também falou que as medidas de inflação apontaram para baixo nos últimos trimestres.

A novidade veio no quarto parágrafo do comunicado oficial. Como uma forma de suporte à recuperação da economia, o Fed manterá constante suas reservas de ativos, reinvestindo os pagamentos que receber das aplicações em títulos de agências e papéis atrelados a ativos na compra de títulos de longo prazo do Tesouro.

O Fed também continua rolando suas posições em títulos da dívida conforme os vencimentos. No câmbio externo, a demanda por dólar perdeu força. O Dollar Index, que mede o desempenho da divisa americana ante uma cesta de moedas, apontava estabilidade a 80,7 pontos, depois de subir a 81,5 pontos. No mercado de commodities, o barril de WTI, seguia operando em baixa, mas retomou a linha dos US$ 80. Em Wall Street, o Dow Jones reduziu as perdas do dia para 0,20%. Antes da decisão o índice caía 0,96%. Já o Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) perdia 0,73%.

Leia tudo sobre: feddólarmoedaEUA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG