Tamanho do texto

Órgão de defesa do consumidor dos EUA não recomenda compra do aparelho, que pode ter recall

As ações da Apple registram queda nesta tarde. Relatos negativos sobre problemas de sinal do iPhone 4 se propagaram pelo mercado e a possibilidade de um recall do aparelho pareceu ganhar força. Às 15h50 (horário de Brasília), os papéis da companhia caíam 1,97% e eram cotados a US$ 252,22 em Nova York.

A queda das ações da Apple parece estar relacionada ao crescente número de reclamações sobre o mais recente lançamento da companhia. Na segunda-feira, a revista Consumer Reports divulgou um comunicado no qual afirmava que poderá não recomendar a compra do aparelho, em razão dos problemas de recepção, confirmados pela publicação em laboratório próprio.

A Consumer Reports recomendou aos seus leitores que aguardassem até que a Apple conserte o problema com o aparelho. Hoje, o número de queixas parece ter aumentado. Uma colunista da CNet, outro site popular para revisão de aparelhos de alta tecnologia, recomendou que a Apple realizasse um recall do iPhone 4. O blog "Cult of Mac" entrevistou vários profissionais de relações públicas que disseram que um recall poderia ser a melhor opção para a empresa lidar com o problema.

O analista Vijay Rakesh, da Sterne, Agee & Leach, disse em nota aos clientes que as ações da Apple foram afetadas pelas notícias negativas. Ele afirmou, no entanto, que acredita que o papel ainda é uma boa aposta para o longo prazo. A Apple não comentou nada sobre um possível recall e o representante da empresa não pode ser contatado imediatamente para comentar o assunto. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.