Publicidade
Publicidade - Super banner
Mercados
enhanced by Google
 

Ação da Arezzo sai no topo das estimativas

Cada uma das 10,3 milhões de ações sairá a R$ 19 no IPO, previsto para esta quarta-feira e que deve levantar R$ 195,6 milhões

Reuters |

A ação da Arezzo saiu a R$ 19 em sua Oferta Pública Inicial (IPO, na sigla em inglês), no teto da faixa estimada pelos coordenadores, entre R$ 15 e R$ 19 reais, conforme informações disponíveis no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta segunda-feira.

A operação marca o primeiro IPO deste ano na Bovespa, dentre mais de uma dúzia de ofertas --iniciais e follow-on-- em andamento.

O cenário inicial é distinto do observado no mercado de capitais brasileiro no início de 2010. Os quatro primeiros IPOs no país em 2010 saíram com um preço abaixo do estimado nos prospectos preliminares, quando Aliansce, Multiplus, BR Properties e OSX chegaram à bolsa paulista.

O giro total da operação da Arezzo, incluindo oferta primária e secundária, foi de R$ 565,8 milhões.

A oferta primária incluiu cerca de 10,3 milhões de novas ações, movimentando R$ 195,6 milhões, enquanto a secundária envolveu quase 19,5 milhões de papéis vendidos por acionistas, com giro de R$ 370,2 milhões.

O início das negociações das ações da Arezzo na Bovespa está previsto para quarta-feira, dia 2.

A oferta foi coordenada pelos bancos Itaú BBA (líder), Bank of America Merill Lynch, Credit Suisse e Barclays.

A Arezzo, que afirma ser líder no setor varejista de calçados femininos no país, entrou com pedido para o IPO em dezembro e, na ocasião, informou que os recursos da oferta primária seriam destinados a reforçar seu caixa.

A companhia tem seus produtos comercializados por 260 franquias, sendo 253 no Brasil e sete no exterior, além de contar com 27 lojas próprias. Suas marcas também estão presentes em mais de 1.600 lojas multimarcas no país.

De janeiro a setembro de 2010, a empresa teve receita líquida de R$ 395,5 milhões, alta de 47,4% sobre igual período do ano anterior.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) somou R$ 64,5 milhões no período, alta anual de mais de 50%, enquanto o lucro líquido até setembro foi de R$ 43 milhões, crescimento de 67,3%.

 

Leia tudo sobre: NEGOCIOSEMPRESASAREZZOIPO

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG