SÃO PAULO - O banco holandês ABN Amro confirmou nesta terça-feira que sua fusão com o Fortis Bank está prevista para o dia 1 de julho. Em antecipação à fusão jurídica, o ABN informou ainda que revisou os impactos da integração nos resultados do segundo trimestre.

Nas projeções anteriores, o banco havia apontado para o impacto de 1,15 bilhão de euros a 1,25 bilhão de euros no período. As "provisões legais", registradas pelo Fortis, no entanto, não tinham sido observadas nas primeiras projeções. Sem detalhar essas provisões, as estimativas atuais do banco apontam para pressão de 1,35 bilhão de euros sobre os resultados do segundo trimestre. "Mais detalhes serão informados no momento da publicação dos resultados no primeiro semestre, em 26 de agosto", afirmou a instituição, em nota. Em outubro de 2008, o governo holandês nacionalizou as operações do Fortis, incluindo o ABN, por US$ 16,8 bilhões. Um ano antes, um consórcio incluindo Fortis e Royal Bank of Scotland comprou o ABN. (Vanessa Dezem | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.