Vencimento pressiona, mas Ibovespa garante 4ª alta seguida

Com noticiário externo positivo, índice avança 0,57%, para 60.087 pontos e dólar cai

iG São Paulo |

O principal índice acionário da Bovespa avançou ao maior patamar em quase três semanas nesta quarta-feira, após um final de pregão volátil pressionado pelo vencimento de opções sobre Ibovespa e de índice futuro.

Após perder força poucos minutos antes do fechamento, o Ibovespa voltou a subir nos ajustes finais do pregão e encerrou com alta de 0,57%, a 60.087 pontos, garantindo sua quarta valorização consecutiva. O giro financeiro do pregão foi de R$ 16,9 bilhões. 

No mercado de câmbio, o dólar comercial caiu 0,17%, negociado a R$ 2,031 para venda.

O noticiário externo ajudou no clima positivo, com investidores mais confiantes na recuperação norte-americana e otimistas à espera de indicadores relevantes da China na quinta-feira, com destaque para o PIB do terceiro trimestre.

"A economia norte-americana está começando a dar sinais de que pode acelerar o ritmo de recuperação e isso tem animado um pouco os investidores", disse o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa.

Nesta quarta-feira, o mercado reagiu bem ao dado de construção de moradias nos Estados Unidos, que cresceu em setembro no maior ritmo em mais de quatro anos, e à decisão da agência Moody's de manter o rating da Espanha em grau de investimento.

"Acredito que vamos ter um dinamismo maior da economia norte-americana e isso, somado a uma estabilização do crescimento chinês e a um cenário de menos ruídos na Europa, pode abrir espaço para um avanço da bolsa", disse Rosa.

Em Wall Street, o índice Dow Jones fechou praticamente estável, enquanto o S&P 500 subiu 0,41%. Mais cedo, o principal índice europeu de ações teve alta de 0,49%.

Por aqui, a preferencial da Vale impulsionou o avanço do Ibovespa, com alta de 1,59%, a 36,33 reais. A mineradora divulga os resultados de produção do terceiro trimestre após o fechamento do mercado.

Ainda entre as blue chips, a preferencial da Petrobras fechou em queda de 0,79%, a 22,62 reais, enquanto a ordinária da OGX, do grupo de Eike Batista, teve alta de 1,83%, a 5,57 reais.

Fora do índice, OSX, braço de indústria naval também do grupo de Eike, disparou 8,01%, a 12,95 reais, após a companhia ter anunciado que receberá um reforço no caixa de até 1 bilhão de dólares por meio de aumento de capital.


Leia tudo sobre: bovespabolsacâmbiodólar

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG