Banco suíço Julius Baer cortará mil vagas após compra de unidade do BofA

O Baer informou que planeja um corte significativo de funcionários após a fusão, reduzindo o quadro de pessoal das duas instituições de cerca de 5.700 funcionários em 15% a 18%

Reuters |

Reuters

O banco suíço Julius Baer vai cortar cerca de mil empregos em um esforço de redução de custos após a compra da unidade internacional de gestão de fortunas do Bank of America Merrill Lynch.

O Baer informou que planeja uma "significativa redução" nas posições do Bank of America não mais necessárias após a fusão, bem como cortes em funções de suporte do grupo combinado, reduzindo o quadro de pessoal das duas instituições de cerca de 5.700 funcionários em 15% a 18%.

Um porta-voz do Julius Baer informou que os cortes de empregos vão atingir principalmente a unidade do Bank of America, que tem uma equipe de 2.100 funcionários. As reduções serão dispersas geograficamente e ocorrerão de maneira gradual após a conclusão da compra, prevista para o primeiro trimestre de 2013.

O Baer anunciou em agosto a compra da unidade de gestão de fortunas do Merrill Lynch fora dos Estados Unidos e Japão para se expandir em mercados emergentes.

Os ativos sob gestão do Baer cresceram para 184 bilhões de francos suíços (US$197,11 bilhões) no final de agosto ante US$179 bilhões no fim de junho.

Leia tudo sobre: NEGOCIOSBANCOSJULIUSBAERCORTAMIL

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG