Petróleo opera em baixa com realização de lucros

O tipo brent para novembro caía 0,23% na ICE, a US$ 116,39 por barril, e o petróleo para outubro negociado na Nymex recuava 0,28%, a US$ 98,72 por barril

Agência Estado |

Agência Estado

Os contratos futuros de petróleo operam em baixa nesta segunda-feira, com os investidores realizando lucros após os ganhos recentes e diante da ausência de notícias macroeconômicas relevantes.

"Tivemos um rali na semana passada e hoje é mais provável que vejamos um pouco de realização de lucros. O mercado ficará calmo e a semana será mais tranquila", disse Thina Saltvedt, analista sênior especializada em petróleo do Nordea Bank Norge.

O único dado que merece ser olhado nesta segunda-feira é o índice de atividade industrial regional Empire State, que o Fed de Nova York divulgará às 9h30 (de Brasília), comentou a corretora Sucden em nota.

Por este motivo, segundo a Sucden, as oscilações do dólar deverão ditar a direção dos contratos, embora não esteja descartada a possibilidade de as altas recentes serem testadas.

Para o Commerzbank, a tendência de alta do petróleo deve continuar no longo prazo depois de o Federal Reserve Bank, o banco central norte-americano, ter anunciado na semana passada novas medidas de estímulo para sustentar a recuperação da economia dos EUA. O banco alemão também citou a escalada das tensões no Oriente Médio, que ajuda a manter os contratos em trajetória de alta.

Thina concorda com a avaliação. "Parece que o clima geopolítico se deteriorou nos últimos tempos", disse a analista, referindo-se aos ataques e protestos recentes diante de representações diplomáticas dos EUA em países de maioria islâmica por causa da divulgação de um filme ofensivo ao profeta Maomé.

Além disso, os participantes do mercado estão embutindo no preço o risco de que reservas estratégicas de petróleo sejam liberadas no caso de o contrato negociado em Nova York avançar muito além de US$ 100,00 o barril.

Às 8h28 (de Brasília), o brent para novembro caía 0,23% na ICE, a US$ 116,39 por barril, e o petróleo para outubro negociado na Nymex recuava 0,28%, a US$ 98,72 por barril. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: ECONOMIAenergiapetróleocotações

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG