Oferta Pública Inicial de Ações (Initial Public Offering, em inglês)

Um IPO é uma oferta inicial de ações de uma empresa em Bolsa de Valores. Por meio dela, a companhia abre seu capital em Bolsa, ou seja, passa a ter suas ações negociadas publicamente. Uma sociedade pode abrir o capital com uma oferta primária, secundária ou mista.

Na oferta primária, as ações lançadas são todas novas, ou seja, outros acionistas as compram e os recursos vão para o caixa da companhia, que o utiliza como melhor entender (investimentos para expansão, por exemplo). A oferta secundária consiste na venda de ações de sócios da empresa. Essas ações já existem, só trocam de mãos, e quem recebe os recursos são os sócios, não a empresa. A oferta mista engloba ambos os tipos de operações.

Confira os maiores IPOs do Brasil:

  • Santander Brasil - R$ 14,1 bilhões
  • Cielo - R$ 8,39 bilhões
  • OGX Petróleo R$ 6,71 bilhões
  • Bovespa Holding - R$ 6,62 bilhões
  • BM&F - R$ 5,98 bilhões
  • Redecard - R$ 4,64 bilhões
  • OSX Brasil - R$ 2,82 bilhões
  • HRT Participações - R$ 2,62 bilhões
  • Cosan Ltd - R$ 2,42 bilhões
  • MPX Energia - R$ 2,2 bilhões
  • JBS - R$ 1,84 bilhão
  • QGEP Participações - R$ 1,51 bilhão
  • MRV Engenharia - R$ 1,19 bilhão
  • MMX Mineracao - R$ 1,18 bilhão

(com Reuters)

(Atualizada em 30 de janeiro de 2012)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.