Por Kevin Plumberg HONG KONG (Reuters) - Os índices acionários asiáticos exibiram o quinto dia de ganhos nesta quinta-feira, sustentados por expectativas de que medidas monetárias vão finalmente prevalecer diante da crise. O otimismo veio depois que a China cortou taxa de juro na véspera, ainda que dados divulgados nos Estados Unidos tenham ressaltado a escala da desaceleração econômica global.

Enquanto os investidores comemoravam a maior redução de juro na China desde a crise financeira asiática, o clima na Índia, outro gigante emergente asiático, piorou após militantes terem matado pelo menos 101 pessoas e feito estrangeiros reféns na capital financeira Mumbai. Os mercados financeiros indianos ficaram fechados após os ataques.

Dois diferentes grupos de investidores estão surgindo à medida que se aproxima o fim de um ano severo para os mercados. Um grupo acredita que as ações já precificaram a recessão global e agora há espaço para valorização em alguns setores golpeados, como as instituições financeiras e de bens de consumo.

O outro grupo considera que a ajuda de trilhões de dólares em estímulos governamentais e ações agressivas de bancos centrais --como o corte surpreendente de 1,08 ponto percentual da taxa de juro chinesa-- vai ajudar na crise, mas a influência de curto-prazo das economias em contração na Europa, no Japão e nos Estados Unidos é inevitável.

O índice que reúne mercados da região da Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 2,4 por cento às 7h55 (horário de Brasília), apontando para o quinto dia seguido de alta, segundo o índice MSCI. Por outro lado, o indicador está a caminho do sétimo mês de declínio, acumulando queda de cerca de 9 por cento em novembro, até então.

O índice Hang Seng de HONG KONG subiu 1,4 por cento, enquanto o indicador de XANGAI avançou 1,05 por cento.

No JAPÃO, o índice Nikkei teve alta de 1,95 por cento, sustentado pelo rali no setor de tecnologia, que tem sido atingido globalmente devido a sua dependência do comércio e consumo.

CINGAPURA recuou 0,04 por cento, SEUL subiu 3,27 por cento, TAIWAN disparou 4,26 por cento e SYDNEY registrou valorização de 1,36 por cento.

Os mercados norte-americanos não vão operar nesta quinta-feira devido a um feriado, após índice S&P 500 ter registrado avanço pelo quarto dia seguido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.