Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Sem dados de relevo, investidores olham balanços e notícias

SÃO PAULO - O nível de incertezas locais e externas deve continuar orientando os negócios domésticos. Sem agenda de indicadores para hoje, os agentes devem levar em conta os resultados de empresas no terceiro trimestre e continuar monitorando o noticiário.

Valor Online |

O único dado a ser divulgado nos EUA é a venda de imóveis existentes em setembro. Na zona do euro, serão divulgados dados de atividade dos setores de manufaturados e de serviços.

Nas últimas sexta-feiras tem sido padrão do mercado fechar sem posições compradas em renda variável, dado o temor de ocorrências negativas no fim de semana. Hoje o quadro pode se repetir, mas há notícias positivas a avaliar.

A Microsoft divulgou ontem lucro de US$ 4,37 bilhões (US$ 0,48 por ação) no primeiro trimestre fiscal, acima das projeções de mercado de US$ 0,47 por papel. Ainda assim a companhia divulgou previsões para o ano levando em conta a desaceleração econômica que deve resultar da crise financeira, com lucro por ação entre US$ 2 e US$ 2,10 no ano.

Já o lucro da Bunge caiu 33%, para US$ 234 milhões no terceiro trimestre deste ano. A gigante do setor de agronegócio e de alimentos mencionou ambiente de negócios pior em comparação à primeira metade do ano.

Por aqui, a Vale anunciou lucro 166% maior no terceiro trimestre deste ano. O mercado doméstico deve continuar acompanhando o movimento do Banco central em relação ao dólar.

Depois do fechamento do pregão, a autoridade monetária anunciou mais um leilão de swap cambial, com oferta de três lotes com um total de 30 mil contratos. Ontem, o BC informou que pode ofertar até US$ 50 bilhões em swap cambial, se for necessário.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG